sexta-feira, 2 de fevereiro de 2018

NOSSA SENHORA DAS CANDEIAS, DA LUZ                      OU DA CANDELÁRIA OU DA
 PURIFICAÇÃO.

Todos estes nomes designam a mesma NOSSA SENHORA, quarenta dias após o seu nascimento. Portanto, sendo celebrada no dia 2 de Fevereiro.
De acordo com a tradição mosaica, as parturientes,após darem à luz, ficavam impuras devendo inibir-se de visitar o Templo até quarenta dias após o parto; nessa data deviam apresentar-se diante do sumo sacerdote, a fim de apresentar o seu sacrifício( um cordeiro e duas pombas ou duas rolas) e assim purificar-se.
Desta forma, José e Maria apresentaram-se diante de Simeão para cumprir o seu dever, e este, depois de lhes ter revelado maravilhas acerca de seu filho que ali lhe traziam, ter-lhes-ia dito: Agora,Senhor deixa partir o vosso servo em paz, conforme a Vossa Palavra. Pois os meus olhos viram a Vossa Salvação que preparas-te diante dos meus olhos das Nações: Luz para aclarar os gentios, glória de Israel, vosso povo.»
Com base na festa da apresentação de Jesus/ purificação da Virgem, nasceu a festa de Nossa Senhora da Purificação.
O titulo das candeias ou da luz, apareceu numa praia na Ilha de Tenerife (Ilhas Canárias, em Espanha em 1.400. Os nativos guanches da Ilha ficaram com medo dela e tentaram atacá-la, mas suas mãos ficaram paralisadas. A imagem foi guardada em uma caverna, onde séculos mais tarde, foi construído o Templo e Basílica Real da Candelária( em Candelária). Mais tarde, a devoção se espalhou na América. É santa padroeira das Ilhas Canárias, sob o nome de Nossa Senhora da Candelária.


 



domingo, 28 de janeiro de 2018

           HISTÓRIA DE UMA CATEQUISTA

Havia uma catequista que dava catequese num bairro muito pobre.
Num dia frio de inverno, falava do nascimento de Jesus.
Resolveu fazer com as suas crianças, uma encenação.
Colocou no meu da sala uma mesa, com uma imagem do menino Jesus recém nascido,e as crianças em circulo à volta da mesa e disse: Vamos fazer um presépio vivo, e cada um de vocês vai dizer o que deseja ser no presépio. Uma criança disse de imediato:- Eu quero ser um pastor".
Outra:- Eu quero ser um rei mago".
Outra:-Eu quero ser um cordeirinho", e assim por diante.
Uma pequenina disse-: "Eu quero ser um cobertorzinho para dar ao menino Jesus.
A menina reparou que o menino Jesus estava quase nu, e sem cobertura nenhuma. Pensou ela que o menino devia estar cheio de frio.
Dias depois, a catequista fez uma visita à casa daquela menina, e viu que a família era tão pobre, que não tinha sequer cobertores suficientes para se cobrirem. Portanto, a menina sabia muito bem o que era uma criança passar frio, e queria ser um cobertorzinho para cobrir o menino Jesus.
Jesus realmente sente frio, juntamente com todos os que não têm cobertores suficientes para se cobrir.
Jesus sente também o frio da nossa indiferença diante Dele e do seu Evangelho, o frio gelado do nosso pecado, do nosso egoísmo. No dia em que nos encontrarmos com Jesus,



e nos enamorarmos verdadeiramente Dele, acender-se-à também em nós o fogo do seu amor.
Seremos Verdadeiros amigos de Jesus, seremos também amigos dos necessitados, e ninguém passará frio.

sexta-feira, 26 de janeiro de 2018

          SÃO TIMÓTEO E SÃO TITO, BISPOS


Depois da conversão de Paulo celebramos memória de dois colaboradores seu: Timóteo, que foi discípulo e companheiro inseparável nas viagens apostólicas de São Paulo até ao dia em que este o colocou a presidir à Igreja de Éfeso; e Tito, que presidiu à Igreja de Creta. A eles foram dirigidas as Epístolas chamadas « Pastorais», que contêm admiráveis recomendações para a formação dos pastores e dos fiéis. Deixemos ecoar na nossa mente e no nosso coração as palavras que o Apostolo Paulo dirigiu a Timóteo: 
« NÃO TE ENVERGONHES DE DAR TESTEMUNHO DE NOSSO SENHOR, NEM TE ENVERGONHES, SEU PRISIONEIRO, MAS SOFRE COMIGO PELO EVANGELHO, CONFIADO NO PODER DE DEUS.» 

quinta-feira, 25 de janeiro de 2018


           A CONVERSÃO DE SÃO PAULO

Saulo era judeu extremamente zeloso no cumprimento da Lei, zelo esse que o levou a perseguir os Cristãos, considerados no início como seita descendente do judaísmo.
No caminho de Damasco, a fim de perseguir o Cristianismo. Saulo é vencido por Jesus Ressuscitado ao ouvir uma voz."SAULO SAULO PORQUE ME PERSEGUES". Caindo por terra, caíram também as suas verdades, de ver o então era evidente,encontra interiormente a Jesus  que se identifica com a comunidade perseguida. Cristo transforma o temível perseguidor em Apostolo insigne da Igreja.
Paulo como ficara conhecido, tendo descoberto o caminho da Vida, lutou incansavelmente por levar o Evangelho da verdade a todas as gentes, valendo-lhe assim o titulo de Apostolo das Nações.
"AI DE MIM SE NÃO EVANGELIZAR"!
Que a única verdade na vida dos cristãos, seja o caminho que conduz a Cristo, para que possam dizer como São Paulo.(JÁ NÃO SOU EU QUE VIVO É CRISTO QUE VIVE EM MIM) 

segunda-feira, 22 de janeiro de 2018

DEUS SERVE-SE DO SER HUMANO PARA CONCRETIZAR SEUS DESÍGNIOS.


Mas mostra igualmente que as pessoas escolhidas para tais missões não são aquelas que aparentemente, e do ponto de vista meramente humano, possuem as qualificações apropriadas. Jonas o profeta escolhido para pregar a necessidade de arrependimento e conversão à grande cidade de Nínive, é aquele que foge de Deus e que revela a rebeldia quase natural e instintiva de quem teima em resistir ao desassossego de um chamamento de Deus; os quatro primeiros Apóstolos de Jesus, pioneiros de um novo estilo de vida,são escolhidos entre uma das classes menos apetrechadas culturalmente: os pescadores. Em ambos os casos, denotam-se várias diferencias( e não só temporais;)porem, algumas semelhanças acabam por nos ajudar a definir um pouco algum do perfil necessário para se tornar discípulo.
O primeiro aspecto a salientar é que a iniciativa é sempre de Deus- na vida da fé, o primado é do chamamento, e não do oferecimento. De múltiplas formas, direta ou indiretamante, Deus chama segundo os seus critérios e para uma missão que cabe a cada um de nós descobrir, não é espontânea nem imediata, essa iniciativa divina sucede em ambientes e rotinas normais e a pessoas muitas vezes impreparadas, o que nos mostra que não só a vida dos destinatários da mensagem, mas também a dos chamados é fruto de um" golpe de misericórdia" de Deus. Estejamos atentos porque Deus de uma maneira ou de outra sempre nos chama para ajudarmos os irmãos que precisam de uma palavra  de conforto, de

um sorriso, de um abraço, de um copo de água, de pão, de roupa para se vestir e cobrir-se nas noites mais frias.
Feliz daquele que ouve o chamamento de Deus e o acolhe com amor.   

quarta-feira, 27 de dezembro de 2017

SÃO JOÃO APOSTOLO E EVANGELISTA.

João era filho de Zebedeu, pescador de Betsaida. Foi educado com seu irmãoTiago o maior,na seita dos zelotas que pretendiam expulsar os romanos da Palestina à força. Fez-se discípulo de João Baptista, que o encaminhou para Jesus. O Mestre escolheu-o para estar com Ele, juntamente com Pedro e Tiago, nas horas de glória (-Tabor) e de maior sofrimento (Getsémani). A ele também confiou a própria Mãe, já do alto da Cruz, pois ele foi o único que ficou com Maria, no Calvário, junto à Cruz, enquanto os outros discípulos fugiram. Foi também ele o primeiro a acreditar na ressurreição e a reconhecer o Senhor ressuscitado. Alem do quarto evangelho, é também autor do Apocalipse, que escreveu na Ilha de Patmos, para onde foi desterrado, após longa vida apostólica e de tribulações. Faleceu nessa ilha, já muito avançado em idade, no início do século II.